Clever Web

Blog

5 dicas de utilização de e-mail marketing para casa e construção

5 dicas de utilização de e-mail marketing para casa e construção

Por Mauro Lacerda | Marketing Digital | 47 Views

Hoje em dia, não há quem não queira se fazer presente no mundo digital. O avanço da internet colaborou significativamente para mudanças nos relacionamentos interpessoais, bem como no comportamento dos consumidores, que acabam procurando ou recebendo muitos produtos e/ou serviços em ambientes virtuais, como o e-mail marketing. 

Ao lado disso tudo, as estratégias de divulgação, estão cada vez mais presentes no cotidiano e, desse modo, acabam influenciando nos processos decisórios e na jornada de compra do cliente.

De acordo com pesquisas realizadas, cerca de 74% dos consumidores preferem a modalidade online, em comparação com as compras em lojas físicas. 

Por esse motivo, o setor de casa e construção tem utilizado do e-commerce e das plataformas online para alavancar as vendas e se fazer presente no mundo digital.

Além disso, o mercado de casa e construção vem se mostrando bastante promissor, ainda mais para o investimento em marketing digital. 

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) mostrou que o setor cresceu 12,9% no primeiro trimestre de 2019, em relação ao mesmo período do ano anterior. 

Destacam-se os ramos de marcenaria de luxo, pintura de casas, design de interiores e fornecimento de materiais para construção.

Nesse sentido, muitas estratégias de divulgação online podem ajudar nas melhores projeções para o mercado de casa e construção, contribuindo para aumentar ainda mais a porcentagem de crescimento e faturamento.

O que é o E-mail Marketing?

O e-mail marketing consiste na utilização do correio eletrônico em campanhas de marketing digital, com o objetivo de criar e manter um relacionamento efetivo com os clientes e, dessa maneira, melhorar os resultados de venda. 

A estratégia é feita por meio da segmentação de contatos e automação de envios, fornecendo conteúdo relevante ao público.

É importante não confundir o e-mail marketing com o spam. No primeiro caso, o conteúdo chega até os interessados na informação, no produto e/ou serviço que deseja oferecer. 

Enquanto o spam é um e-mail não solicitado e enviado a um número grande de pessoas, somente com o intuito de divulgar algo, sem trazer conteúdos relevantes.

Na prática, quer dizer que um e-mail marketing pode trazer um vídeo que ensina os usuários a realizarem a conversão de fogão para gás natural, sem necessariamente oferecer um produto e/ou serviço. Já o spam, irá somente ofertar a mercadoria.

Por essa razão, uma característica exclusiva do e-mail marketing é a opção de cancelamento por parte do usuário. Isso demonstra respeito ao público, pois os usuários podem decidir o momento em que não querem mais receber os e-mails.

Normalmente, o processo de cancelamento está atrelado a uma pesquisa de opinião, que avalia o porquê o usuário decidiu suspender o e-mail marketing. 

Esses dados são importantes para a empresa, uma vez que é possível verificar se a estratégia está mesmo sendo eficiente.

Como utilizar o e-mail marketing para casa e construção?

O e-mail é uma das formas mais eficientes de se comunicar com os clientes. Segundo pesquisas, 72% dos consumidores acreditam que o e-mail marketing é a melhor forma de receber mensagens e manter um contato com a empresa.

Além disso, o canal tem uma grande porcentagem de conversão de vendas - aproximadamente 2,5%.

Por esse motivo, o e-mail marketing acabou sendo uma das estratégias mais usadas no mercado, incluindo o setor de casa e construção. 

Abaixo, separamos algumas dicas de como utilizar o canal para melhor divulgação de produtos e/ou serviços, bem como para aumentar o percentual de vendas.

1. Produza um conteúdo atrativo

Conforme dito anteriormente, o objetivo do e-mail marketing é disponibilizar algo relevante aos clientes, por isso, é importante desenvolver conteúdos de qualidade, com informações objetivas e que possam, de alguma forma, educar os usuários. 

No setor de casa e construção, pode ser interessante falar sobre tipos de pintura de fachada de casas, com algumas fotos ilustrativas.

A partir disso, é possível vincular as informações com os produtos e/ou serviços que o seu negócio oferece.

Mas, é imprescindível ter cuidado para não transformar a mensagem em um mero informativo de ofertas. 

Além de prejudicar o relacionamento com os clientes, os spams já possuem essa função e, na maioria das vezes, não são métodos eficientes de divulgação.

2. Tenha um layout diferenciado

O uso de imagens no mercado de casa e construção é quase obrigatório, ainda mais quando se fala sobre decoração, arquitetura e design. 

Nesse sentido, o e-mail marketing deve ter um formato de layout que suporte o uso de fotografias e modelos 3D, para que os clientes possam se encantar visualmente.

Já pensou falar das possibilidades de decoração com blocos de concreto para piso, mas sem mostrar nenhuma imagem ou resultado? Isso pode comprometer a experiência do cliente, que anseia por saber mais sobre a aplicação do material.

Além disso, o layout do e-mail marketing também diz respeito à estruturação da mensagem. Privilegie o uso de cores conforme o padrão visual da marca, com o uso das mesmas tonalidades e tipografia.

3. Utilize os CTAs

O CTA (call to action) é um botão de chamamento para alguma ação. Quer dizer que o recurso é usado para orientar o leitor a realizar determinada atividade, como o download de algum conteúdo, redirecionamento para websites ou blogs, links para assuntos relacionados com a mensagem, entre outros.

Assim, ao tratar sobre transporte de máquinas pesadas, é possível adicionar um CTA para download de um e-book com as principais especificações do serviço. 

No entanto, os call to actions precisam ser bem construídos, levando em consideração os seguintes aspectos:

  • Uso de palavras atrativas;
  • Uso de cores chamativas;
  • Construção de frases curtas;
  • Elaboração de chamadas objetivas.

Fora o e-mail marketing, os CTAs costumam ser usados em outras estratégias de marketing, por exemplo, textos em blogs, carrinho de compras do usuário, produtos relacionados, compartilhamento em redes sociais, etc.

4. Personalize as mensagens

Uma boa maneira de manter o relacionamento com os clientes é chamá-los pelo nome e oferecer realmente aquilo que precisam. Por esse motivo, a personalização de mensagens é muito usada no e-mail marketing.

Apesar de parecer algo simples, só escrever o nome do cliente no início da mensagem já aumenta a possibilidade do usuário ler o e-mail até o final e, possivelmente, procurar pelo produto e/ou serviço que você está anunciando.

A personalização do e-mail marketing também pode ser usada caso o cliente tenha alguma dúvida e entre em contato com a empresa. 

Ao perguntar sobre um dispositivo de retorno para piscina, é possível chamá-lo pelo nome e, muito mais do que isso, oferecer informações exclusivas, já que o contato partiu do próprio cliente.

5. Evite comprar listas de e-mails

Lembram do spam, que falamos no começo do texto? Quando há compra de lista de e-mails, a sua mensagem acaba virando um spam e, assim, perde o verdadeiro objetivo de divulgação personalizada, para se tornar uma publicidade em massa.

Além disso, ao enviar spams, a empresa acaba perdendo a credibilidade, ainda mais porque essa prática é ilegal. 

Não se pode vender dados de clientes sem prévia autorização. Mas, nem sempre quem investe em Marketing Digital sabe disso e, por vezes, acaba caindo em golpes.

Mas, qual seria a solução? A melhor alternativa é criar sua própria lista de e-mail, que pode ser feita por meio de:

  • Anúncios em páginas da web, que redirecionam o usuário;
  • Pop-ups dentro do seu website;
  • CTAs em mensagens, blogs ou qualquer conteúdo.

Ademais, é interessante oferecer algo aos usuários, pois isso aumenta os números de cadastros de e-mails. 

Pode ser um bônus, como uma amostra grátis de algum produto, desconto na tela de proteção para escadas, ou somente um conteúdo, como e-book, vídeo exclusivo, infográfico, entre outros.

No mercado de casa e construção, muitos arquitetos e designers acabam procurando por conteúdos informativos dentro das empresas, para acompanharem as tendências de mercado e, assim, também oferecerem serviços e/ou produtos aos seus clientes. 

O mesmo vale para engenheiros e profissionais da indústria, que procuram por conteúdos específicos, como instalação de geradores a diesel.

Por isso, também é importante definir o objetivo do e-mail marketing, conforme o assunto tratado. Um guia de decoração pode ser mais interessante aos arquitetos do que engenheiros. No entanto, a oferta de materiais para construção civil pode interessar ambos.

Sendo assim, antes de iniciar a automação dos e-mails marketing, vale a pena ter um planejamento detalhado do conteúdo, envolvendo não só as mensagens, mas todo o layout, botões de chamamento, imagens, design e o direcionamento. 

Com isso, as chances de conversão dos clientes são altas e a empresa mantém um bom relacionamento com os consumidores, oferecendo algo de relevância.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.