Clever Web

Blog

Como as redes sociais podem ajudar o setor varejista a se relacionar com clientes?

Como as redes sociais podem ajudar o setor varejista a se relacionar com clientes?

Por Mauro Lacerda | Redes Sociais | 42 Views

As redes sociais têm se mostrado importantes instrumentos para o setor varejista, com potencial para ajudar as empresas a melhorar consideravelmente o relacionamento com os clientes. 

Pode-se dizer que as redes revolucionaram a maneira como as pessoas se comunicam, o que também passou a valer nas relações comerciais.

Em um passado não tão distante, quando os clientes precisavam de um serviço ou informação sobre uma empresa, eles tinham que ligar no SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor). 

Gastavam um tempo considerável ao telefone para reclamar, elogiar ou fazer qualquer outro tipo de contato. 

Nas embalagens de produtos, os consumidores podiam conferir o número de telefone, ou até mesmo o endereço para o envio de cartas.

Com a internet, os sites e as redes sociais, as pessoas já esperam que as empresas de qualidade e destaque no mercado estejam presentes nestes espaços. 

Hoje em dia, é bastante comum que os consumidores deem feedbacks sobre produtos ou serviços apenas mencionando as marcas, com comentários em postagens ou compartilhamento de opiniões com seus contatos.

Por isso, é importante que, além de garantir a presença online, as varejistas de diferentes segmentos de atuação tenham boas práticas para um relacionamento duradouro com o seu público. 

Ter um perfil não vai adiantar se a empresa for ausente em respostas e interações, e as estratégias de marketing nas redes sociais podem não surtir grandes efeitos.

Ao mesmo tempo, a presença consistente e coerente nas redes sociais pode ser um fator chave para o destaque entre a concorrência. 

Isso, porque os conteúdos e a interação nas redes pode reforçar a identificação e o engajamento da audiência.

Até porque, os perfis e páginas são onde os clientes podem encontrar informações importantes sobre as empresas - mas devem ir muito além disso. 

O destaque ocorre com a produção de conteúdos relevantes e informativos, avaliações de outros consumidores e demais aspectos relevantes para as compras.

Pelo perfil, um potencial consumidor de piso intertravado retangular, por exemplo, vai ter uma ideia de como será o atendimento, do que esperar dos produtos e serviços de determinada empresa. 

Por outro lado, a empresa pode conhecer melhor o seu consumidor, se comunicar com ele, fazer ofertas com grande potencial para agradá-lo. Como consequência, é possível vender mais e alcançar maiores níveis de satisfação.

A importância das redes sociais no setor varejista

As redes sociais são ferramentas de marketing e relacionamento essenciais, com vantagens para ambos os lados: os clientes têm mais comodidade em encontrar e se comunicar com as empresas, enquanto os varejistas encontram mais facilidade para a divulgação dos seus negócios.

Essas plataformas funcionam como facilitadoras da comunicação entre o público e empresas de todos os tipos, mas, principalmente, aquelas que atuam na venda de aparelhos de academia, ou quaisquer outros produtos. 

As redes sociais ajudam os empreendimentos a se tornarem mais visíveis e próximos de clientes e potenciais clientes. 

Assim, as empresas conseguem assumir uma relação mais íntima com os consumidores, principalmente, por:

  • Identificação com a marca, proposta do negócio e valores;
  • Possibilidade de interação e compartilhamento de conteúdo, disseminando a marca;
  • Imediatismo no atendimento de consumidores exigentes, com personalização;
  • Posicionamento mais efetivo, afirmando a personalidade e causas da empresa;
  • Construção de uma imagem de credibilidade e relevância no mercado;
  • Mais popularidade para a loja, fidelização e recomendações de clientes;
  • Mais facilidade para receber e responder feedbacks, visando amadurecimento.

Esses fatores refletem em uma audiência mais engajada e envolvida com as campanhas de marketing criadas pela varejista de rosca transportadora helicoidal, por exemplo.

Consequentemente, podem surgir mais pessoas interessadas na fabricação desse tipo de estrutura, resultando em mais oportunidades de negócios e lucratividade.

Dicas para um bom relacionamento com os clientes nas redes sociais

Para melhorar a participação das varejistas nas redes sociais, com o desenvolvimento de um bom relacionamento com o público, algumas dicas podem ser bastante úteis, independentemente do tipo de produto vendido pela empresa. 

São elas:

1. Ser atencioso

Nas redes sociais as pessoas têm liberdade para se expressarem com relação à empresas, serviços e produtos, como um calibrador de rosca

Seja um comentário positivo ou negativo, é fundamental que as empresas deem atenção ao que estiver sendo exposto. 

As mensagens ignoradas podem motivar os consumidores, ou potenciais consumidores, na procura por outros fornecedores.

2. Atentar-se ao timing

As pessoas valorizam cada vez mais o seu próprio tempo, esperando respostas o mais imediatas possível. 

Empresas conhecidas pelo bom atendimento, geralmente, também são as mais rápidas e dinâmicas.

Outra questão é o timing das postagens, que pode ser um grande segredo para a viralização. 

É preciso estar atento às novidades, discussões e eventos ao redor do mundo, para aproveitar oportunidades que podem surgir para a divulgação dos produtos da empresa. 

Acontecimentos felizes, cômicos ou até tristes e solidários podem gerar conteúdos capazes de impulsionar as vendas ou discussões em torno de produtos como caixa dágua fibra, entre outros. 

Entretanto, é recomendado cuidado para que as postagens nunca prejudiquem a imagem da organização ou terceiros.3. Aprender com os comentários

Nem sempre a interação com os clientes será positiva para as empresas. Eles podem demonstrar insatisfação com diversos aspectos, como a qualidade do produto em si ou o atendimento - e devem ser acolhidos mesmo assim.

O ideal é que diante de uma situação como essas, uma fornecedora de guardanapo decorado, por exemplo, busque responder ao comentário com educação e sensatez, sem necessidade de eliminar a mensagem para evitar uma imagem negativa. 

O importante é que a empresa aprenda com os comentários, encontrando nos feedbacks negativos a chance perfeita para melhorar as práticas e processos do empreendimento. 

É importante ter em mente que os comentários servem como um retorno sobre o que precisa ser melhorado no negócio.

4. Ser criativo

As redes sociais são perfeitas para a interação com um caráter mais humano e personalizado. 

Por isso, não vale a pena investir em respostas padronizadas e mecanizadas, que podem afastar consumidores de persiana painel ou outros exemplos de produtos ou serviços.

A automatização é uma ótima opção para otimizar o atendimento, minimizando o tempo de resposta, sem comprometer a qualidade. 

Para inovar, a dica é apostar em memes, gifs, imagens, vídeos e textos especiais, desde que a comunicação esteja de acordo com o perfil da audiência. 

A criatividade nas respostas faz com que os contatos se sintam especiais, afinal é preciso dedicação para responder rapidamente, com bom humor e inteligência.

5. Entrar no papo

Principalmente no caso das varejistas que estão começando, não é preciso esperar que os clientes venham até a empresa. 

Uma fabricante de tubo industrial, por exemplo, pode se envolver em discussões sobre temas relacionados ao segmento, interagindo com as pessoas e engajando conteúdo nas conversas. 

Assim, ela pode fortalecer a marca e atrair mais clientes e potenciais clientes. Isso é possível, principalmente, quando a empresa ajuda e tira dúvidas das pessoas sem pedir nada em troca.

6. Ir além

Muitas vezes, é preciso fazer um pouco mais para conquistar alguns tipos de clientes. Na hora de interagir com uma reclamação, uma boa ideia é o oferecimento de um cupom promocional ou código para resgate de prêmio. 

A surpresa pode render pontos positivos para a empresa, desde que seja feita de maneira sutil e natural.

7. Nunca abandonar as conversas

Além do já citado conselho de não ignorar o público, outra dica é nunca abandonar uma conversa até que o assunto fique claro para ambas as partes. 

As conversas podem até acabar se estendendo, mas não devem nunca ser abandonadas. 

A recomendação é que sejam transferidas para outros canais, como o e-mail ou telefone, sempre auxiliando na resolução dos problemas que os clientes podem estar enfrentando.

8. Investir em Marketing de Conteúdo

O engajamento dos clientes e potenciais clientes em relação às marcas se dá, principalmente, pela produção de conteúdo relevante, gerando interação e levando o conhecimento às pessoas.

As postagens com bom conteúdo são cruciais no relacionamento entre as empresas e público-alvo, porque geram mais visualização para o empreendimento e são criadas para influenciar na jornada de compras dos clientes. 

Com relação aos formatos e temas, é preciso investir em um planejamento, envolvendo pesquisa sobre os hábitos preferências e dúvidas da audiência da empresa. 

Outro aspecto importante é a consistência nas postagens, que também devem ser testadas, em busca das estratégias mais eficientes para cada tipo de público.

Com conhecimento sobre a importância das redes sociais para um relacionamento duradouro e de qualidade com os clientes, as empresas varejistas podem aproveitar as infinitas possibilidades de interação que as plataformas oferecem. 

Ao colocar as dicas em prática, elas têm a chance de aproveitar a aproximação do público. Assim, conquistam cada vez mais espaço no mercado, aumentando a lucratividade.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.