Clever Web

Blog

Como o Marketing Imobiliário pode ajudar corretores

Como o Marketing Imobiliário pode ajudar corretores

Por Mauro Lacerda | Marketing de Conteúdo | 261 Views

O Marketing Imobiliário surgiu da necessidade de identificar desejos e explorar o potencial de um nicho de mercado voltado para compra, venda e aluguel de imóveis. 

Ou seja, é toda ação, planejamento e estratégia que visa atrair mais pessoas para o segmento imobiliário e, consequentemente, expandir o mercado.

Portanto, podemos utilizar diversas técnicas do próprio marketing, adaptadas ao mercado de imóveis e, com isso, ter destaque no mercado.

Mas, antes de tudo, é preciso saber o que é realmente o Marketing Imobiliário, como ele funciona e quais são as principais estratégias.

Com essas informações, será possível construir um planejamento completo e alcançar muito mais vendas!

Mas, afinal, como o Marketing Imobiliário ajuda os corretores?

Em uma definição sucinta, vemos que o Marketing Imobiliário faz parte de um conjunto de processos que não se limita à venda do imóvel. 

A estratégia envolve desde a definição de um planejamento de incorporação, bem como a comunicação, o pós-venda e o relacionamento com o cliente.

Isso quer dizer que não adianta nada ser um corretor com grande número de negócios fechados, se não há relacionamento pós-venda!

Imagine que ao alugar um espaço comercial, o locatário percebeu que o imóvel não está em conformidade com as recomendações do laudo avcb corpo de bombeiros. Provavelmente, o local deverá ser ajustado e a primeira coisa contatar um corretor.

Se o profissional não tiver um bom relacionamento com o locatário, é provável que todos os negócios posteriores sofrerão consequência, já que o cliente irá avaliar mal o trabalho do corretor e ele terá uma imagem negativa no mercado.

Por conta disso, o Marketing Imobiliário deve envolver todo o processo de compra, incluindo os participantes ativos da empresa, como os colaboradores, clientes, parceiros, fornecedores, enfim, todo o conjunto de stakeholders do negócio.

Relacionamento com o público é a chave do Marketing Imobiliário

Foi-se o tempo em que os corretores somente trabalhavam com o famoso “boca a boca”, sendo conhecidos somente pela recomendação de outros clientes. 

Hoje em dia, diante dos múltiplos canais de divulgação, o crescimento das mídias e o advento da internet, o Marketing Imobiliário pode crescer e se especializar.

Contudo, não se pode deixar de lado que o “boca a boca” continua sendo um dos métodos mais eficientes para atrair e manter clientes. 

Por conta disso, não há como dispensar um bom relacionamento e a experiência positiva do público.

Diante disso, é impossível imaginar o Marketing Imobiliário sem o marketing de relacionamento. E há diversas maneiras de incorporar a estratégia no seu planejamento!

Mostre os diferenciais daquilo que você oferece

Já sabemos que os corretores são ótimos vendedores, mas não podemos esquecer da necessidade de destacar os diferenciais do imóvel que você está oferecendo.

Por exemplo, ao vender uma casa em condomínio fechado, mostre as vantagens do local, evidencie a questão da segurança e comente sobre todas as regularidades do imóvel, com as boas características do materiais elétricos para administradora de condomínios, as estruturas da área de lazer e outros aspectos relacionados.

Lembre-se que a concorrência é forte

Podemos encontrar imóveis de todos os tipos - e junto com eles, um mercado altamente concorrente de corretores.

Por esse motivo, é fundamental ir além dos imóveis tradicionais e oferecer aos clientes novos conceitos de moradia.

Assim, imagine que um casal esteja procurando por uma casa confortável, não muito grande, mas segura e decorada. 

Pode ser interessante oferecer um imóvel que tenha jateamento de vidro temperado nas janelas, já que o serviço aumenta a resistência dos vidros e traz uma estética diferente.

No caso acima, o corretor levou em consideração os desejos dos clientes e ofereceu algo de potencial preferência, de acordo com as necessidades do comprador.

Com isso, o relacionamento firmado é de confiança e o corretor possivelmente terá destaque perante a concorrência.

A compra de um imóvel é um objetivo de vida

O Marketing Imobiliário também se concentra no fator emocional dos clientes. Isso porque a compra de um imóvel envolve, em muitos casos, objetivos de vida, já que é o local onde os clientes irão viver com suas famílias por muito tempo.

Ou então, pode ser um investimento futuro, para obter renda (como as pessoas que compram imóveis para posterior locação).

Nesse sentido, o Marketing Imobiliário deve ser o mais humano possível para manter um bom relacionamento com os clientes, levando em consideração as necessidades de cada um, o perfil e os objetivos do comprador.

Por exemplo, ao decorar um espaço de piscina de uma casa, o corretor pode usar móveis de plástico para área externa, em um número que corresponda à quantidade de integrantes de uma família, seguindo as características do seu público-alvo.

Quer dizer que, se maioria dos compradores é formada por famílias de 4 pessoas, colocar quatro cadeiras de plástico na piscina é uma maneira de estabelecer uma conexão emocional com os clientes.

Pode parecer algo bobo e sem importância. Mas, são os verdadeiros detalhes que cativam o público!

3 dicas para um planejamento de Marketing Imobiliário

Visto que o relacionamento é um dos ingredientes principais para a receita de um Marketing Imobiliário de sucesso, nada melhor que formular um plano que tenha como base a confiança dos clientes no seu serviço.

Neste artigo, separamos algumas dicas de como investir em Marketing Imobiliário na prática. Continue lendo!

1. Tenha um site do seu negócio

Mesmo que você seja um corretor independente, é importante criar um site do seu negócio. Afinal, hoje grande parte das pessoas está na internet e, diariamente, milhões de pesquisas são feitas no Google - inclusive sobre imóveis.

E é possível encontrar praticamente tudo online: se você quer saber o que é um ciclone industrial, ou estudar História, ou procurar por um produto/serviço, na internet tem tudo com muita facilidade!

Além disso, o site funciona como um canal exclusivo para você se comunicar com o seu público e, desse modo, ajudá-lo a enxergar o valor dos seus serviços.

Quer dizer que você irá se comunicar com mais eficiência e clareza com seus clientes, pois terá controle da mensagem veiculada.

Ao construir um site, lembre-se:

  • Tenha uma página objetiva e informativa;
  • Coloque as principais informações de contato;
  • Insira imagens dos imóveis;
  • Deixe o site leve e responsivo.

Também é importante ter um design atraente, afinal, ninguém gosta de entrar em um site confuso e poluído.

E não esqueça de acompanhar as tendências: ter um site é como fazer constantemente um retrofit de máquinas (que nada mais é que a modernização de equipamentos industriais), pois você precisa incrementá-lo com novas tecnologias digitais e torná-lo cada vez mais interessante para os usuários.

2. Produza conteúdo de qualidade

O tempo das propagandas sensacionalistas e invasivas passou. As pessoas não querem ser influenciadas por palavras de ordem, ou marteladas constantes de “compre, compre, compre”. Ao contrário, elas querem ser bem informadas.

Por isso, é imprescindível investir na estratégia de Inbound Marketing, ou seja, criar valor desde o primeiro contato com o cliente, para que ele se torne defensor da sua marca. E isso é possível através da produção de conteúdo.

Imagine que um usuário está procurando informações sobre laudo de periculosidade para eletricista

Ao entrar em um determinado site, ele encontrou um material rico, apresentando o que é o documento, qual a sua necessidade e as principais obrigatoriedades para retirada do laudo.

Em um outro momento, o usuário novamente procurou sobre o assunto, mas deu de cara com uma página que somente queria vender o serviço de adequação para o laudo.

Qual empresa despertará mais confiança? Sem dúvida, a primeira. Por isso, o conteúdo de qualidade é importante. 

É através de informações relevantes que você cativa o cliente e, assim, mantém um bom relacionamento com ele.

3. Tenha perfis ativos nas redes sociais

Estar presente na internet não se esgota na criação de um site. As redes sociais estão aí para provar que é possível construir um relacionamento cada vez mais próximo com os usuários, conquistar novos públicos e atrair potenciais clientes.

Sendo assim, o Marketing Imobiliário pode se aproveitar do crescente uso das mídias sociais e marcar presença com a criação de perfis - seja com uma página no Facebook ou uma conta no Instagram.

A vantagem das redes sociais está na comunicação rápida, além da possibilidade de compartilhamento de vários conteúdos, em diversos formatos.

Por exemplo, um corretor pode tirar uma foto da reforma de um imóvel, com a presença de uma caçamba estacionária para entulho, materiais de construção e profissionais envolvidos na obra, mostrando o dia a dia daquele processo.

Assim, os usuários que visualizarem a foto irão perceber que aquilo é, de fato, uma representação muito aproximada da realidade e sentirão maior confiança no trabalho transparente do corretor.

Fora isso, também é possível incrementar conteúdos, fotos e imagens para torná-las mais atraentes para o seu público. 

Tudo é uma questão de planejamento e saber o que as pessoas querem ver nas redes sociais.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.