Clever Web

Blog

Saiba como a automação de marketing e CRM podem ajudar novos empreendedores

Saiba como a automação de marketing e CRM podem ajudar novos empreendedores

Por Mauro Lacerda | Marketing Digital | 54 Views

Vender bem, ter uma boa rentabilidade e contribuir para o lucro são as bases de todo empreendimento de sucesso. Mas, afinal, como novas técnicas como a de CRM podem ajudar nessa empreitada?

Nem sempre é fácil sustentar uma empresa, ainda mais em um mercado tão competitivo como o atual. 

Pensando nisso, os desenvolvedores de tecnologia tem se aprimorado cada vez mais, avançando em softwares de gerenciamento que permitem integrar o mundo corporativo, como é o caso do CRM.

O que é CRM?

A Gestão de Relacionamento com o Cliente, ou Customer Relationship Management (CRM), consiste em um conjunto de estratégias, ações, medidas, práticas e políticas que envolvem o contato com o cliente.

Tais métodos têm como principal objetivo satisfazer e fidelizar os consumidores. Ademais, a técnica também ajuda a conquistar novos públicos, ajudando na captação de clientes.

O diferencial do CRM está na organização de dados sobre o público, sendo possível controlar o registro de clientes e leads (potenciais clientes).

Além disso, a ferramenta possibilita adicionar notas, observações, registros e outros documentos que asseguram um processo de vendas mais assertivo.

Por essa razão, cada vez mais empresas buscam a ferramenta como forma de direcionar os esforços em marketing de modo objetivo.

Uma pesquisa realizada pelo Panorama das Agências de Marketing Digital demonstrou que 67,2% das empresas que adotaram o CRM nos processos de gestão perceberam um aumento significativo de clientes.

Desse modo, a ferramenta contribui - e muito - para alavancar as vendas e melhorar a lucratividade.

Algumas ações feitas pelo CRM incluem:

  • Acompanhamento de palavras-chave nos textos;
  • Análise de qualidade do SEO das páginas e nos websites;
  • Desenvolvimento de pop-ups e formulários para captação de leads;
  • Infográficos sobre a automação de e-mails;
  • Monitoramento das mídias sociais;
  • Produção de relatórios e dashboards.

Como ocorre a automação em marketing?

Além do desenvolvimento do CRM, a tecnologia também permitiu o avanço em outros setores corporativos para  conquistar clientes. Esse é o caso da automação em marketing. 

De maneira geral, o conceito refere-se ao uso da própria tecnologia, que otimiza as ações e processos de marketing. Ela tem como objetivo reduzir trabalhos manuais e, assim, aumentar a eficácia dos planejamentos.

Nesse sentido, a aplicação do CRM, enquanto ferramenta de gestão em software, já pode ser considerada uma automação em marketing. 

Todos os empreendimentos podem ser beneficiados: desde os pequenos comércios (ramo B2C, business to client, em que o produto e/ou serviço é destinado ao consumidor final), até grandes empresas que fornecem gerador de emergência para o ramo industrial.

O segundo caso é conhecido como B2B, business to business, e consiste em um processo em que o produto e/ou serviço é destinado para outras empresas.

A automação de marketing traz diversas vantagens, entre as quais é possível destacar:

  • Maior geração de leads;
  • Aumento nas oportunidades de venda;
  • Redução do CAC (custo de aquisição do cliente);
  • Melhor gerenciamento dos processos de venda;
  • Melhor organização dos dados do cliente.

Vale ressaltar que, com uma ferramenta de automação de marketing, as tarefas repetitivas e processuais podem ser otimizadas, já que são feitas por computadores e softwares. 

Consequentemente, é possível ampliar esforços na própria campanha e, além disso, melhorar o processamento de informações.

Imagine um empreendimento especializado na limpeza de fachada de predio. Ao invés de realizar a organização de dados dos clientes manualmente, por uma equipe de profissionais, é possível ter uma agenda integrada com os horários dos serviços.

Da mesma forma, é possível ter acesso e controle de todas as informações dos prédios a serem pintados. Isso evita transtornos como perda de contatos, realização de serviços fora da hora marcada, entre outros aspectos.

Além disso, a automação de marketing pode ser usada em outras estratégias, como:

  • Envio de e-mails marketing para clientes cadastrados;
  • Envio de newsletter e ofertas periodicamente;
  • Oferta de produtos, com base no banco de dados do cliente;
  • Cronograma de postagem em redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram).

Ou seja, são inúmeras possibilidades que a automação em marketing pode ajudar novos empreendedores. 

Outro ponto positivo está no custo dessa estratégia, já que, muitas vezes, a aquisição de uma ferramenta tecnológica acaba saindo mais barato do que o investimento em publicidade tradicional (TV, rádio, jornais, etc).

Assim, um microempreendedor, como personal trainer para idosos, pode focar na aquisição de um software de gerenciamento de anúncios em redes sociais, com maior ROI (Retorno Sobre Investimento), se comparado a uma estratégia de propaganda televisiva. 

Por esse motivo, é cada vez mais comum nos depararmos com ferramentas integradas de marketing, que resultam em grande conversão de leads.

As vantagens do sistema de automação em marketing aliado ao CRM

Conforme dito anteriormente, o CRM ajuda a sua empresa nos processos obsoletos e que requerem esforços manuais repetitivos, substituindo-os por tarefas automatizadas e rápidas.

Com um sistema de automação de marketing integrado à gestão de clientes, é possível organizar os dados, contas e contatos de uma maneira ainda mais acessível, simplificando os processos de venda.

Assim, a empresa não fica presa a lembretes, notas adesivas ou planilhas extensas. Já pensou na grande quantidade de exames admissionais para construção civil que são armazenados em papel? 

Além de ser fácil a desorganização dos documentos, o empreendimento ainda teria que separar um espaço somente para a catalogação desses arquivos, o que aumenta o custo físico.

Outro ponto importante é que todos os colaboradores estão sempre atualizados com relação aos dados dos clientes, em tempo real. 

Assim, caso uma empresa de laudo de transferência veicular perceber alguma inadequação com o automóvel, o problema é repassado para todos os profissionais envolvidos no serviço, de maneira rápida e dinâmica.

Além disso, a automação de marketing em CRM evita ações duplicadas, já que o cadastro do cliente é feito uma única vez no sistema. 

Desse modo, pode-se evitar contratempos como o envio de e-mails iguais duas vezes e anúncio de ofertas repetidas, que podem aborrecer o cliente e influenciar negativamente a sua experiência.

O CRM também foi desenvolvido para ajudar na coleta de informações e dados, para que as empresas possam usar na criação de novos produtos e/ou serviços.

Assim, acompanhando o perfil médio de quem procura por consulta médica domiciliar, o prestador de serviços pode adequar seus trabalhos e oferecer, além da própria consulta, terapias, sessões de acompanhamento, entre outras atividades.

Isso quer dizer que o CRM permite melhorar a oferta de produtos e/ou serviços, independentemente do tipo de empreendimento. 

Isso contribui para a inovação das atividades empresariais, que podem modificar alguns itens ou trabalhos, de acordo com as necessidades do público-alvo.

O CRM e o Funil de Vendas

Antes de comprar ou fechar um negócio, o cliente passa por diversos processos decisórios que o aproxima ou afasta da concretização de vendas. 

Para representar esse caminho, o marketing utiliza o conceito de “funil de vendas”, que nada mais é que uma reprodução imagética da jornada do consumidor.

Como o CRM se relaciona com o funil de vendas?

Conforme observamos, o CRM é uma ótima automação de marketing para captação de novos leads. A partir disso, percebe-se que a ferramenta já atua no “topo do funil”, isto é, no primeiro contato de um público com a empresa.

Posteriormente, o CRM se envolve na fidelização dos clientes, com a automação de e-mails marketing, envio de ofertas e gerenciamento de contatos. 

Essa etapa é o meio do funil, no qual o cliente está mais próximo de fechar um negócio, pois ele já conhece a empresa e percebeu a necessidade de adquirir um determinado produto e/ou serviço.

Finalmente, no fundo do funil, está o processo de compra. Aqui, o CRM colabora com o gerenciamento de dados e informações, para que não haja erro na entrega do item ou na realização das atividades. 

Contudo, cabe ressaltar que a automação do marketing não para por aí. Afinal, ela também pode atuar no pós-venda.

Por meio de um atendimento de qualidade, a ferramenta de CRM pode identificar quais produtos foram adquiridos por um cliente e, assim, colocá-lo em um fluxo de automação, oferecendo mercadorias semelhantes. 

Assim, ao comprar uma empilhadeira trilateral, o CRM registra os dados do consumidor, avalia as suas necessidades e oferece algum equipamento ou serviço semelhante (manutenção da máquina, garantia estendida, entre outros).

Desse modo, quando o cliente procurar por um item semelhante, ele já terá informações relevantes, que podem ajudá-lo a agilizar a decisão de compra. 

Além disso, o cliente pode fazer propaganda para algum conhecido que precisa de uma empilhadeira de grande porte e ainda não encontrou o lugar certo para realizar a compra.

Ou seja, mais do que nutrir e fidelizar os clientes atuais, uma boa gestão automatizada de pós-venda garante que os próprios consumidores também sejam divulgadores da marca e nada melhor do que uma boca recomendação! 

Desse modo, cria-se um ciclo de compra e venda, onde é possível aumentar a lucratividade da empresa.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.