Clever Web

Blog

Saiba como estratégias de Inbound Marketing podem ajudar seu escritório de advocacia

Saiba como estratégias de Inbound Marketing podem ajudar seu escritório de advocacia

Por Mauro Lacerda | Marketing de Conteúdo | 30 Views

As estratégias de Inbound Marketing se expandem cada vez mais para os segmentos, inclusive, os tradicionais como o direito.

O princípio deste conceito, também conhecido como marketing de atração, é prospectar possíveis clientes por meio de conteúdo relevante e fazer com que a empresa seja encontrada por quem procura por ela.

O marketing de conteúdo é um dos principais pilares do inbound na prática, já que todo cliente ou futuro cliente deseja solucionar uma situação e, naturalmente, busca informações de credibilidade para tomar uma decisão.

Se você tem um escritório de advocacia e pensa em novas formas para atrair e fidelizar os clientes, essa estratégia pode ser útil. 

Claro, que nesse contexto é preciso respeitar as diretrizes do Código de Ética da OAB para planejar boas práticas.

Neste conteúdo, separamos algumas dicas, desafios e oportunidades que podem auxiliar profissionais de direitos a melhorar o relacionamento, engajamento e prospecção de parcerias na prática. Confira!

Inbound Marketing: o que é?

Com as transformações no mundo digital, atrair e fidelizar o público exige uma mudança de postura dos empreendimentos tradicionais. 

Hoje, é mais evidente que o cliente tem o poder da decisão e toda publicidade direta, que pode se encaixar no conceito de outbound marketing, não é o suficiente para atender os desejos e necessidades de consumo.

No início dos estudos, o inbound era conhecido como marketing de permissão e, hoje, é chamado também de marketing de atração. 

Isso não é à toa. Afinal, o objetivo dessa estratégia é atrair o cliente pela capacidade de agregar valor à sua jornada e a empresa não vai diretamente atrás do público, mas sim, o cliente chega até ela.

Na essência da profissão e área de atuação, advogados devem saber o quanto o bom relacionamento pode fazer a diferença na hora de atrair e fidelizar um cliente.  Com o inbound, isso fica mais claro, pois toda a comunicação é aberta e construtiva.

Para qualquer prestação de serviço, é preciso um contrato. Do acordo que um cliente fecha com uma oficina para a realização da higienização bancos automotivos à um contratação trabalhista, as pessoas precisam recorrer a serviços jurídicos alguma vez na vida.

A tradicional indicação pode funcionar. Contudo, hoje é comum que as pessoas façam uma pesquisa no Google e conseguem encontrar seu site, elogios e reclamações em sites de clientes e suas redes sociais.

O ditado de quem não é visto não é lembrado faz muito sentido nesse momento. Não é por acaso que 97% dos brasileiros procuram informações na internet antes de visitar um estabelecimento físico, segundo pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas.

O conteúdo relevante é um elo que pode aproximar o seu escritório dos clientes quando produzido com qualidade e otimizado com técnicas de SEO e traz outros benefícios à sua estratégia.

Antes de falar sobre como dar os primeiros passos para essa transformação, é importante entender o que é ou não permitido em relação à publicidade para advogados e escritórios. Veja todas as informações no tópico abaixo.

O que diz o Código de Ética da OAB?

Assim como na área da saúde, advogados precisam estar atentos às diretrizes da Ordem dos Advogados do Brasil na hora de divulgar serviços.

Segundo o artigo 28 do código, esses profissionais podem anunciar os serviços, desde que seja com finalidade informativa e, para isso, não é permitido se utilizar de algumas estratégias para captar clientela

Imagine que um possível cliente tem uma dúvida jurídica sobre a parte burocrática e os motivos pelo qual o laudo de vistoria veicular é solicitado na hora de transferir o automóvel. 

Não há problemas em responder o cliente ou produzir um artigo sobre esse assunto. Contudo, não se pode fazer uma propaganda para esse tipo de serviço.

No entanto, quando as dúvidas são tiradas em programas de TV ou outros meios de comunicação social de forma habitual, para que o profissional se promova profissionalmente, ocorre uma violação ética.

Outra situação: caso haja alguma campanha sobre os direitos do consumidor, com foco na qualidade de fabricação dos acessórios industriais como um calibrador de rosca anel, não é permitido que o escritório faça outdoors ou promova o conteúdo para a venda.

Para te ajudar a entender melhor o código na prática, separamos alguns destaques do documento. Veja abaixo:

  • Todo anúncio deve mencionar o número de inscrição do advogado na OAB;
  • É proibido produzir conteúdos de autopromoção, com cargos anteriores ou méritos;
  • Imagens e outros materiais gráficos não podem conter símbolos oficiais;
  • Valores, serviços gratuitos ou tabelas de preço não podem ser divulgados.

Ao seguir essas regras, a produção de conteúdo especializada, sem finalidade comercial, é uma alternativa que pode trazer resultados para o posicionamento do seu escritório.  Veja como dar os primeiros passos no tópico seguinte.

Inbound Marketing na prática

Dúvidas jurídicas são comuns em toda a sociedade e nada melhor do que oferecer informação de qualidade para o público que deseja se informar sobre esse universo. 

O primeiro passo para a elaboração de uma estratégia de sucesso é conhecer o público do seu escritório. 

No marketing, o termo persona é mais completo, já que esse conceito faz referência à representação real do seu cliente em um personagem fictício, construído a partir de entrevistas, pesquisas e outros dados.

Todo mundo tem direito a algo ou deseja saber seus direitos sobre uma situação, uma compra, um contrato ou uma situação que gerou algum prejuízo.

Imagine que uma das personas do seu escritório trabalha com o serviço de aluguel de equipamentos para festas e hospitais como grupo gerador diesel 150 kva.

Tanto a empresa quanto o cliente precisam estar assegurados da parceria para que não haja nenhum problema.

Caso o seu escritório trabalhe com direito empresarial e direito do consumidor, uma estratégia que se encaixa no conceito inbound é produzir conteúdos ricos para tirar as dúvidas destes clientes em seus respectivos níveis de conhecimento.

Esse conteúdo pode estar em um blog especializado, em um e-book completo sobre direito empresarial, em vídeos ou até mesmo em uma newsletter exclusiva que os seus clientes podem receber.

Uma dica para produzir os conteúdos é estudar muito os hábitos de consumo, meios de consulta e comportamento na internet do seu possível cliente.

Antes de tomar alguma decisão, como ligar para seu escritório, o cliente precisa chegar até você.

Ainda na área de direito do consumidor, imagine que uma empresa contrata um serviço de instalação de um mezanino industrial metálico em um espaço, além de outras demandas. 

A contratação faz parte da produção de um evento e é importante que a parte jurídica da empresa seja protegida.

Por lidar diretamente com fornecedores e outras empresas que não conhece e não tem um departamento jurídico, esse cliente precisa ser atraído até o seu site com um conteúdo jurídico especializado. 

Caso esse seja seu público, você pode mapear por meio de ferramentas e pesquisas, temas que podem interessar esse perfil. Exemplos possíveis são:

  1. Conteúdo sobre a responsabilidade jurídica de uma empresa que fornece a instalação ou aluguel da fonte chaveada industrial;

  2. Direitos e deveres do consumidor e do empresário na locação de acessórios para eventos;

  3. Responsabilidade das empresas na certificação de qualidade e fabricação de ferramentas de construção ou adaptação das estruturas como a barra roscada com olhal.

Independente do tema, é importante que o conteúdo vá de encontro ao conceito do funil de vendas e seja exatamente o que seu público precisa no momento da jornada de compra. 

Funil de vendas para advogados

Apesar dos serviços jurídicos não constituírem um produto físico e o código de ética não permitir a publicidade para a venda, a estratégia de inbound precisa estar alinhada com os princípios do funil de vendas para que haja a construção de relacionamento com os clientes.

Na atração, sua estratégia deve consistir em fazer com que as pessoas encontrem bons conteúdos jurídicos e tenham credibilidade no seu papel de atuação. 

Se um visitante encontra o seu site para tirar uma dúvida sobre a responsabilidade jurídica de uma empresa de aluguel de caçamba de entulho, ele só vira um lead quando algo chama atenção e agrega valor imediato à sua jornada.

Na conversão, vamos imaginar que a oferta de valor para esse cliente é uma consultoria gratuita ou e-book. Se funcionar, você tem informações como nome, telefone e e-mail. 

A partir disso, é importante que sua equipe saiba como encantar e orientar as pessoas até que elas vejam o quanto o seu escritório é uma referência para resolver o problema delas.

O serviço foi fechado? É hora de fidelizar o cliente. Você precisa manter contato, continuar oferecendo conteúdos do interesse dele e se colocar à disposição para que esse cliente fale bem do seu atendimento.

Agora que você sabe um pouco mais sobre o inbound marketing na prática, que tal rever sua estratégia de comunicação? Fica a dica!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.